As 4 perguntas mais frequentes sobre a depressão

 

A depressão tem sido considerada o mal do século sendo uma síndrome psiquiátrica altamente prevalente na população em geral. O aumento dos casos na população como um todo tem colocado o assunto em visibilidade entre os profissionais da saúde, a mídia e a própria população.

O que a depressão causa?

Os sintomas mais marcantes da depressão são o humor deprimido na maior parte do dia, quase todos os dias, sendo comumente relatado pelas pessoas como sentimentos de tristeza, vazio, ou desesperança bem como a acentuada diminuição do interesse ou prazer em todas ou quase todas as atividades, inclusive em atividades que eram anteriormente tidas como prazerosas. Além disso, também está presente fadiga ou perda de energia, sem esforço físico, fazendo com que mesmo as tarefas mais leves demandem um esforço fora do comum.

Outros sintomas como perda ou ganho significativo de peso sem estar fazendo dieta, redução ou aumento do apetite, hipersonia ou insônia (principalmente despertar durante a noite, com dificuldade para voltar a dormir ou despertar muito cedo, com incapacidade de retornar a dormir), sentimentos de inutilidade ou culpa excessiva ou inapropriada, capacidade diminuída para pensar ou se concentrar, ou indecisão podem fazer parte de quadros depressivos.

Em casos mais graves, pensamentos recorrentes de morte podem estar presentes. Esses pensamentos variam desde um desejo passivo de não acordar pela manhã, ou uma crença de que os outros estariam melhor se o indivíduo estivesse morto, até pensamentos transitórios, porém recorrentes, sobre cometer suicídio.

 

Como a depressão começa?

Se os sintomas que foram descritos anteriormente estiverem presentes por mais de 2 semanas pode ser que você esteja vivenciando um quadro depressivo. Esses sintomas devem causar sofrimento significativo ou prejuízo no funcionamento social, profissional ou em outras áreas importantes da vida.

Para algumas pessoas com episódios mais leves, o funcionamento pode parecer normal, mas exige um esforço acentuadamente aumentado. Especialmente quando duradoura e com intensidade moderada ou grave, a depressão pode se tornar uma condição de saúde grave.

 

É depressão ou tristeza?

Muitas vezes podemos confundir tristeza com um quadro depressivo. Períodos de tristeza são inerentes ao ser humano, e sendo assim, sentir-se triste porque algo ruim aconteceu em nossas vidas é totalmente normal e esperado. O que diferencia a tristeza da depressão são:

  • A gravidade dos sintomas
  • A duração e sofrimento
  • Os prejuízos significativos presentes e perda na qualidade de vida

 

Onde procurar ajuda?

            O tratamento precoce tem se mostrado fator importante para a maior velocidade na remissão dos sintomas. Deste modo, se você percebeu que algo não está normal é importante que procure ajuda profissional.           

O médico psiquiatra é o profissional mais indicado para que o diagnóstico correto seja feito e será o responsável pelo tratamento medicamentoso quando este se fizer necessário. O psicólogo irá ajudar você a lidar melhor com os conflitos e adversidades da vida, melhorando assim a sua qualidade de vida como um todo. Estudos demonstraram que o tratamento medicamentoso associado à psicoterapia tem melhores resultados na remissão dos sintomas depressivos, neste sentido, a ajuda profissional é fundamental para a melhora do quadro atual e a prevenção de quadros futuros.

Como muitas vezes pessoas com depressão têm dificuldades para realizar tarefas tidas como simples e cotidianas, ir presencialmente ao psicólogo pode se tornar uma tarefa difícil. Dada a importância da psicoterapia nos casos de depressão, a terapia online se mostra uma alternativa importante, visto que esta é terapeuticamente eficaz assim como a terapia presencial e tem como vantagem ser realizada à distância. Na 99psico você encontra psicólogos qualificados e que podem te ajudar com essa questão.

Estou com depressão?

Estou com depressão?

A pergunta nem sempre tem uma resposta clara, especialmente porque os sintomas da depressão podem variar de pessoa para pessoa. Como a depressão se...